Salas imersivas para museu itinerante, com projeções e holografia

A ZW Design desenvolveu 4 salas imersivas para o Museu Itinerante Ponto UFMG, com muita tecnologia e inovação.

MUSEU ITINERANTE PONTO UFMG 

O Museu Itinerante PONTO UFMG é um espaço científico-cultural, interativo, adaptado em uma unidade móvel que atende, primordialmente, escolas e cidades de Minas Gerais. É constituído de um caminhão estendido com capacidade para atender 200 pessoas, a cada hora, em suas salas imersivas.

Seu espaço interior é adaptado em seis ambientes – Antessala, Sala Energia e Transformação, Sala da Mata, Sala de Projeção 3D, Sala do Submarino e Sala Consciência – apresentando uma proposta inovadora no Brasil. O museu imersivo, além das atrações internas, promove exposições e oficinas externas interligando as mais diversas áreas do conhecimento e da ciência.

OBJETIVO

A ZW Design deveria desenvolver um projeto para quatro salas imersivas do Museu Itinerante Ponto UFMG, englobando não só os conteúdos, como, também, a cenografia. A solução apresentada deveria ser inovadora e entregar uma experiência de imersão completa aos visitantes. Além disso, cada uma das novas salas deveriam possuir conteúdos diferentes de acordo com a temática do caminhão, mas que se interligassem.

O público-alvo deste museu e suas salas imersivas são as crianças e os adolescentes, principalmente os alunos da rede pública e estadual. Contudo, o espaço precisava se comunicar com pessoas de todas as idades, por ser aberto ao público em suas passagens por todo o Brasil. Sendo assim, as salas deveriam seguir a temática científico-cultural, mas, trazendo essa mensagem através de recursos tecnológicos e imersivos.

DESAFIOS

O maior e principal desafio do projeto era criar conteúdos que unissem, ao mesmo tempo, o lúdico e o educacional. Dessa forma, toda a narrativa deveria ser construída para que a mensagem final fosse passada de maneira descontraída, tornando o aprendizado mais dinâmico e dando a oportunidade de que cada participante, fossem eles crianças ou adultos, alunos ou professores, absorvessem o conteúdo de forma mais intuitiva.

Contudo, o espaço reduzido do caminhão limitava algumas abordagens, principalmente para além dos objetos e conteúdos das salas. Era necessário estudar como lidar com áreas de circulação de pessoas, incluindo as com deficiência, além da instalação de equipamentos. Para cada uma das salas imersivas, os elementos cenográficos deveriam ser pensados não só para complementar o projeto virtual, mas também para agregar valor na experiência tátil e de interação com as estruturas, complementando a dinâmica das salas.

Projeto técnico – Capacidade e circulação

SOLUÇÃO

O projeto desenvolvido para o Museu Ponto apresenta uma série de salas que utilizam projeções mapeadas, todas criadas em conjunto com os ambientes cenográficos. Do mesmo modo, todas as projeções são acompanhadas de efeitos sonoros criados especialmente para aprofundar ainda mais a imersão.

Dessa forma, criamos ambientes que combinam elementos visuais, cenográficos e sonoros que transportam o espectador nessa jornada de conhecimento. Assim, entregamos ao público uma experiência prazerosa e lúdica de assimilação dos assuntos abordados no museu.

  • ANTESSALA

A antessala foi idealizada para ser um espaço de ambientação e descompressão, onde o público pudesse iniciar o trajeto pelo museu, recebendo informações e mensagens importantes sobre a visitação.

Primeiramente, para aproveitar melhor este espaço que tem dimensões reduzidas, foram instalados três monitores no teto e um espelho infinito na parede frontal. O espelho construído a partir de LED’s RGB, além de transmitir a sensação de espaço, inicia a experiência dentro do museu criando uma janela para o espaço. Do mesmo modo, nas telas superiores são exibidas palavras que resumem a temática do museu, abrindo a imaginação do visitante para o que há por vir.

  • SALA ENERGIA E TRANSFORMAÇÃO

A primeira das salas imersivas — propriamente dita — do Museu Itinerante PONTO UFMG, foi criada para ser uma experiência impactante e contemplativa. Elaborada com projeção mapeada e estruturas cenográficas em 3D, ela busca mostrar toda a potência dos quatro elementos da natureza: fogo, ar, terra e água.

A primeira sala imersiva do Museu Itinerante Ponto UFMG, “Energia e Transformação”.

A cenografia criada para esse ambiente pode ser dividida em duas partes. A primeira delas corresponde a parede sem projeção, totalmente preenchida por uma estrutura simulada de rochas. Assim, trazemos ao espaço a tridimensionalidade e a sensação de estar entrando em um ambiente natural. A segunda parte da estrutura, foi criada como uma forma geométrica abstrata, mas que, com o auxílio da projeção mapeada, poderia ser trabalhada os quatro elementos, sendo uma opção dinâmica para a troca do conteúdo durante a exibição.

Toda a narrativa do video mapping, foi pensada para apresentar as formas de energia presentes na natureza e suas transformações, de forma contínua. Nesse sentido, o espectador é conduzido em um viagem sem corte ou paradas, através do conteúdo, que revela e apresenta toda a potência dos elementos. Para isso, o conteúdo passa pelo espetáculo de um vulcão em erupção até o poder da fauna e flora que, ao final, domina toda ao ambiente, convidando o público a adentrar a próxima sala.

  • SALA DA MATA

Este espaço foi pensado para recriar uma mata dentro do caminhão, utilizando a cenografia, a projeção mapeada e a holografia como um contra ponto para além da dicotomia entre natureza e tecnologia. Da mesma forma, o arranjo de elementos fornece um ambiente convidativo e perfeito para que o visitante sente no espaço e tire fotos, seja para postar ou mostrar para os amigos. 

Holograma de desenvolvimento de flores – Sala Mata

Para criar uma cachoeira e um rio que se forma a partir dela, utilizamos projetores para recriar esses elementos. Por outro lado, para trazer diferentes espécies de flores e animais da floresta à sala, utilizamos três holofans (ventiladores holográficos) divididos pela sala. Como resultado, conseguimos desenvolver um ambiente tridimensional e dinâmico, onde é possível que os visitantes, assim como na natureza, encontrem diversidade e movimento.

  • SALA CONSCIÊNCIA

A última sala do caminhão traz a experiência de uma viagem à consciência dos visitantes, sobre suas ações e como elas estão afetando o planeta em que vivemos. Primeiramente, a ideia foi criar um ambiente que lembrasse o espaço sideral, onde as pessoas pudessem sentir a imensidão infinita que nos cerca. Então, incrementando a experiência imersiva, incluímos uma estrutura para dar ao público uma visão focada em nosso planeta e tudo que vem acontecendo por aqui.

Para criar esse ambiente, foram utilizadas dezenas de luzes de LED junto três paredes e o teto com textura espelhada, dando profundidade ao espaço, além de ampliá-lo para uma experiência mais imersiva. Para recriar a Terra, fazendo com que o conteúdo pudesse ser representado no mesmo formato esférico, foi produzida uma semiesfera. Assim, a projeção mapeada foi feita diretamente nela, que também foi utilizada como a tela de projeção de todo o restante do conteúdo.

Testes para projeção mapeada em meia esfera – Sala Consciência.

O conteúdo da sala busca criar no público uma percepção de como nossas ações estão afetando o planeta e, no final, uma reflexão do que estamos fazendo para mudar isso. Para tal, a projeção aborda assuntos como o lixo que criamos e onde os despejamos, sobre a poluição causada pelo homem, sobre as queimadas, o desmatamento, entre outros. Por fim, foram utilizados efeitos sonoros que têm relação direta entre a imagem e o que estamos assistindo. Todo o conteúdo e ambientação da sala foi desenvolvido para ser apresentado de forma lúdica. Assim, reforçamos ainda mais a conexão com a proposta do museu e a mensagem final que ele quer trazer para o seu público.

RESULTADO

Através das salas imersivas temáticas, foi possível criar um espaço dinâmico e interativo, desenvolvido especialmente para levar conhecimento, despertar a criatividade, o pensamento crítico e a imaginação dos estudantes de forma natural e democrática.

Museu Itinerante Ponto UFMG em evento na Praça da Estação, Belo Horizonte (set/19).

Como resultado, o visitante é levado em uma viagem sobre as relações do homem com o mundo que o cerca. Durante o passeio, saímos do macro e vamos para o microcosmo, deixamos de ser espectadores e somos convidados a não só interagir, mas a sermos protagonistas dessa história.

Mensagem de enceramento – Sala Consciência

Propositalmente, o passeio termina com o planeta Terra visto sob uma outra perspectiva, deixando uma pergunta chave: “E você, está fazendo a sua parte?”. Dessa forma, o museu espera que todos saiam dessa experiência sentindo-se parte integrante dela.

 

Ficha Técnica
Tipo de Projeto:
Cliente:

Museu Ponto

Direção

Bruno Zanetti Westin

Gerente de Projeto

Débora Castro

Design Gráfico

Bruno Zanetti Westin
Sirley Filho (Alex)
João Pedro
Caio Andrade

Efeitos sonoros

João Pedro

Design Gráfico - Identidade Externa

Adriano Zanetti Westin

  • Desenvolvimento do projeto para o Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Desenvolvimento do projeto para o Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Desenvolvimento do projeto para o Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Desenvolvimento do projeto para o Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Desenvolvimento do projeto para o Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Desenvolvimento do projeto para o Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Desenvolvimento do projeto para o Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Desenvolvimento do projeto para o Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Desenvolvimento do projeto para o Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Teste de projeção para o Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Teste de projeção para o Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Evento aberto ao público do Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Evento aberto ao público do Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Evento aberto ao público do Museu Itinerante Ponto UFMG.
  • Sala
Desenvolvimento do projeto para o Museu Itinerante Ponto UFMG.
01/16
Anterior Próxima

Últimas do Blog

Centro de informações imersivo e interativo

Centro de informações imersivo e interativo

A ZW Design desenvolveu um espaço de interação com muita tecnologia, envolvendo maquete 3D animada, sala imersiva, cenário tablet e outros, para o Centro de Informações da Fundação Renova, a Casa do Jardim.

Ver post
Experiência de loja imersiva, utilizando a projeção mapeada

Experiência de loja imersiva, utilizando a projeção mapeada

É possível transformar uma loja de carros de luxo em uma experiência imersiva, através da projeção mapeada. Saiba mais!

Ver post
Holograma interativo para apresentações

Holograma interativo para apresentações

Já pensou em mostrar o seu produto, ou a maquete de um empreendimento em versão holográfica e interativa? Vem saber mais!

Ver post
#DicaZW: tudo o que você precisa saber sobre o SXSW

#DicaZW: tudo o que você precisa saber sobre o SXSW

O SXSW é o maior evento de interatividade, música, tecnologia, cinema e inovação do mundo e, neste ano, ocorre entres os dia 8 e 17 de março.

Ver post

Compartilhe!