XR, VR, AR ou MR: você já vivenciou alguma das experiências imersivas que a indústria de tecnologia lhe oferece?

A indústria de tecnologia imersiva permite aos usuários diversas experiências e apresenta novos conceitos. A Extended Reality (XR) – conhecida em português como Realidade Estendida – abrange todas as formas de imersão e interação já conhecidas, seja Realidade Virtual (VR), Realidade Mista (MR) ou Realidade Aumentada (AR).

Mas ao embarcar nesse mundo, muitas pessoas esbarram em uma pergunta: “Qual a diferença entre elas?”.

A ZW Design vai explicar para você as características de cada uma e como elas podem ser utilizadas – tanto nos filmes, videogames, campanhas publicitárias, museus e demais ambientes.

Realidade Virtual (VR)

Que tal começar pela mais conhecida? A Virtual Reality (VR), em português Realidade Virtual, cria um mundo completamente novo, interativo e reativo, permitindo uma experiência multissensorial em tempo real. Essa tecnologia ficou muito conhecida por ter sido ideia principal do filme Matrix. Você se lembra? No filme o usuário entra na Realide Virtual através de uma “conexão neural”.

Matrix-GIF-VR

A ZW Design desenvolveu um treinamento em Realidade Virtual (VR) do Jeep New Compass, criando uma “arena virtual” com visual limpo e intimista dando destaque ao produto  e permitindo que todos os outros elementos aparecessem em forma de holograma.

ZW-JEEP-NEW-COMPASS

 

Geralmente, a VR é implementada por meio de vídeos 3D, dispositivos interativos ou até mesmo pelo head-mounted, o que alavanca as tecnologias de displays móveis.

Você sabia?

A realidade virtual começou mesmo a sair dos laboratórios nos anos 90 e virou moda, especialmente nos games. Em 1993, a Sega anunciou um headset para o Mega Drive e até alguns jogos, mas ele nunca passou da fase de protótipo.

Mas foi só em 2012, quando Palmer Luckey iniciou no Kickstarter o financiamento da primeira versão do Oculus Rift, que a Realidade Virtual entrou para ficar (de vez!) no mundo dos videogames.

De lá pra cá, o uso da Realidade Virtual ganhou maior destaque no mundo dos videogames. A demanda surgiu para atender jogadores que desejavam entrar no mundo digital – onde já passavam muito tempo – e queriam uma maneira de se aproximar ainda mais da história e da ação, permitindo a sensação de estar em outro lugar sem estar fisicamente presente.

Realidade Aumentada (AR)

Esse tipo de tecnologia representa a sobreposição de informação sobre o mundo real.  Na Augmented Reality, em português Realidade Aumentada, os elementos virtuais são inseridos no mundo ao redor do usuário a partir de determinados referenciais por meio interações rápidas, práticas e fáceis.

AR ganhou popularidade com o Pokémon Go – um jogo eletrônico gratuito voltado para smartphones pertencente à “The Pokémon Company”.

POKÉMON-GO-AR

A sua aplicação também inclui sinais de trânsito, fornecer informações de GPS enquanto dirige, visualizar produtos em seu quarto antes de comprar e proporcionar ajuda contextual ao solucionar problemas de um aparelho eletrônico quebrado.

No final de 2018 a Porsche anunciou que está desenvolvendo um vidro para-brisa dotado de realidade aumenta, onde todas as informações do veículo e da estrada estarão integrados ao que o motorista esta vendo do mundo real a sua frente.

Realidade Mista (MR)

Também conhecida como realidade híbrida ou hiper-realidade, a Mix Reality (MR), em português Realidade Mista, combina os mundos real e virtual nos ambientes de produtos e visualizações que permitem a coexistência de objetos físicos e digitais, podendo interagir simultaneamente em tempo real.

Para entender melhor esse conceito, vamos tomar como exemplo a nossa empresa irmã Holobox.

O Holobox é um projetor de hologramas interativo, que cria imagens virtuais ao redor de objetos reais, possibilitando uma experiência única!

HOLOBOX-GOKU-ZW

A Realidade Mista combina os melhores aspectos de duas realidades: virtual e aumentada. Ela permite que o usuário veja o mundo real (como na AR) ao mesmo tempo que vê objetos virtuais (como na VR), permitindo ancorar elementos virtuais para um ponto no espaço real e possibilitando ao usuário manipular e interagir com os elementos.