Dia 5 de Janeiro é celebrado o Dia da Criação da 1ª Tipografia no Brasil. Para isso, criamos um post que explica um pouco mais sobre a sua história em território nacional, sua evolução e como utilizamos na ZW Design.

Dia 5 de janeiro de 1808 é oficialmente a data em que a primeira tipografia foi utilizada no Brasil, com objetivo de divulgar toda a informação oficial da Corte Portuguesa no primeiro jornal brasileiro: A Gazeta do Rio de Janeiro.

De lá para cá muita coisa mudou. O Design também se apropriou da tipografia e deu cores, vida, nuances artísticos e até mesmo movimento. Com isso, o seu conceito deixou de ser apenas a impressão de tipos (fontes) e se transformou em seu estudo, criação, aplicação e estilo.

A tipografia é a base da comunicação escrita, por isso ela precisa ser muito bem trabalhada com as ferramentas e elementos gráficos à sua disposição, sempre priorizando a legibilidade.

Como escolher a tipografia?

Escolher a tipografia correta durante a elaboração de um projeto não é uma tarefa simples. Esse processo requer um estudo e entendimento de mercado muito profundo, além de saber qual mensagem que você deseja passar ao seu público e como ela será recebida por ele.

Fontes

As fontes são classificadas conforme os seus estilos, onde grande parte delas se encaixam:

  • Grotescas (sem serifa);
  • Serifadas (com serifa);
  • Scritpt, Cursivas ou Escritas (simula a escrita à mão);
  • Regulares (peso fixo);
  • Não regulares (peso variável);
  • Dingbat (composta por símbolos diversos no lugar das letras do alfabeto).

Elas também abrigam algumas variações (além da possibilidade de uso em itálico):

  • Thin (fina)
  • Light (leve)
  • Regular (normal)
  • Medium ou Semi Bold (média)
  • Bold (pesada)
  • Black ou Extra Bold (ultra pesada)

Além disso, outro fator importantíssimo de se observar durante a escrita é a composição gráfica do texto com os demais elementos – alinhado à esquerda, direita, centralizado ou justificado. Isso permitirá compor uma área de mancha que lhe auxiliará a ditar o ritmo de leitura e controlar a hierarquia das informações presentes na peça.

Quais caraterísticas usar?

Com a tipografia adequada você pode transmitir alegria, tristeza, euforia, segurança, instabilidade, seriedade, descontração ou até mesmo aquela sensação de nostalgia.

Lembre-se: Cada fonte reflete como a mensagem será lida. Dedique seu tempo durante as suas escolhas, afinal fontes erradas podem causar estranhamento no público e divergir com outros elementos gráficos.

Nosso trabalho

Sabemos que a tipografia é um dos pilares do design gráfico e tem uma importância extrema, tanto para a produção de imagens quanto para textos. Nós da ZW Design sempre pesquisamos bem o público, usamos fontes com boa legibilidade, contraste, cor e espaçamento para uma leitura adequada e prazerosa.

Confira a seguir alguns de nossos trabalhos: Divino Ofício, Museu Mova, Liberte o seu porquinho e Group News.